Fazenda Água Milagrosa

02 de Janeiro de 2017

Pesquisadores publicam livro sobre bem estar com enfoque nas cadeias das carnes



“Além do sistema de produção, da espécie e da raça em questão, um fator chave é a capacitação do pessoal que trabalha com os animais em todos e cada um dos níveis da cadeia cárnica”, define os autores em novo livro sobre Bem Estar Animal.

A população humana do mundo e a sua necessidade por proteína de origem animal aumentam em níveis inéditos. A ONU estima que a população mundial alcançará 8,5 bilhões em 2030, 9,7 bilhões em 2050 e passará os 11 bilhões em 2100. A demanda de consumo crescente impacta na produção animal e pressiona os setores produtivos que tem gradativamente identificado, e discutido uma série de questões éticas, incluindo sustentabilidade ambiental, segurança alimentar, sanidade dos alimentos e outros pontos de extrema relevância que são considerados junto com a crescente preocupação com o bem-estar animal.

O conceito de bem-estar animal engloba um vasto conjunto de princípios, de condutas no manejo dos animais dentro das fazendas e também de regras legislativas. O bem-estar de um animal pode ser definido pela constatação do estado de saúde, da condição física e fisiológica e do estado emocional dele. A abordagem ampla considera situações de fome, sede, desconforto, dor, lesão ou doença, medo e angústia, além do impedimento de expressar um comportamento normal para todas as espécies. “Nós sempre reforçamos em nossos eventos técnicos, e em cada visita que os técnicos fazem nas fazendas, a importância dos cuidados e do respeito com os animais que são selecionados para produção de genética, bem como aqueles que são criados para fins comerciais”, destaca o presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges que estimula a multiplicação de conhecimentos na área.           

O trabalho desenvolvido na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - UNESP, campus de Jaboticabal, desde 1983, resultou na formação do Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal (Grupo ETCO), e teve reflexos na organização e desenvolvimento da Etologia no Brasil. 

Os objetivos principais do Grupo ETCO são om de despertar o interesse pelas questões do Bem Estar Animal e o de contribuir para a formação de estudantes e pesquisadores que vão atuar em áreas interligadas, especialmente no contexto da criação animal.

A mais nova publicação do Grupo ETCO tem enfoque nas novas normas e regras da matéria com enfoque na cadeia produtiva como um todo. O livro com título “Bem estar animal como valor agregado nas cadeias produtivas de carnes”, foi produzido e editado por Mateus Paranhos da Costa, professor da Unesp de Jaboticabal, e a também integrante do ETCO, professora da UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora, Aline Sant’Anna.

Novo livro do Grupo ETCO está disponível para download no Centro de Referência da Pecuária Brasileira - Zebu (http://www.crpbz.org.br/Home/Conteudo/15880-Bem_estar-animal-e-sustentabilidade-corporativa-uma-agenda-para-a-lideranca-empresarial-brasileira). O material pode ser acessado na íntegra sem custos.

Fonte: ABCZ

<< Voltar para notícias
Fazenda Água Milagrosa - Todos os direitos reservados. ©2018
Desenvolvido pela Williarts Internet